VERBETES:

 Valéria Guimarães

 

 

Le Messager de St. Paul

 

Publicado em 01/10/2015

Sabemos que Le Messager de St. Paul foi um jornal francês publicado em São Paulo de 6 de julho de 1901 até 1924, quando encerrou as atividades devido a seu empastelamento por ocasião da Revolução de 24. O título completo da edição de 26 de outubro de 1901, a primeira a que tivemos acesso, era Le Messager de St. Paul – feuille hebdomadaire – propriété d’une association. A associação aqui referida parece ser a Alliance Française, que em São Paulo nasce vinculada à colônia judaica, segundo Egon e Frida Wolf (1979).

O título muda para Le Messager de São Paulo – organe défenseur des Intérêts Français dans l’Amérique du Sud em 1904. Infelizmente não temos dados de tiragens desse hebdomadário que saía aos sábados, inicialmente em pequeno formato (48,5 x 33 cm), com quatro páginas (uma de anúncio). Mas sua duração, 23 anos, demonstra que teve recepção suficiente para se manter como uma dos mais longevas publicações periódicas em língua francesa no Brasil de que temos conhecimento. Em 1902 ele se torna um pouco maior (54 x 40cm), para em 1906 atingir o grande formato (57 x 72cm), com duas páginas de anúncios, e com edições que chegaram a 6 páginas, aumento que demonstra solidez e credibilidade. Durante a Guerra, as dimensões foram reduzidas em razão da crise do papel.

Vint la crise, puis la guerre et nous luttâmes noblement pour conserver la dimension de la feuille : pendant deux ans et demi, grâce à nos efforts nous pûmes conserver le format actuel. Mais, actuellement, par suite la crise du papier (…) nous sommes obligés d’accompagner les modifications générales de toute la Presse du Pays. (LMSP, 23/05/1916).

O exemplar avulso saía inicialmente a 200 réis, o dobro das folhas comerciais brasileiras que circulavam então. Caro para um leitor ordinário, o Messager paulista parecia visar prioritariamente o leitor francófono, como os títulos deixavam claro, mas não dispensavam os brasileiros leitores da língua de Rabelais, o que se confirma pela leitura da edição natalina de 1901:

À nos Lecteurs Le « Messager de Saint Paul » ne veut pas laisser commencer l’année nouvelle sans remercier ses lecteurs français, belges, suisses et brésiliens de l’appui sérieux qu’ils ont bien voulu lui prêter depuis son origine jusqu’à maintenant, en la tache ardue de maintenir un journal écrit en français. (LMSP, 28/12/1901)

Alguns textos e anúncios vinham em português, mas predominava o francês o que, por vezes, conferia um aspecto bizarro: no lugar de padarias, farmácias, consultórios dentários, livrarias, pensões ou lojas vinham anunciadas boulangeriespharmaciescabinets dentaireslibrairiespensions ou magasins, fazendo crer a um leitor desavisado que São Paulo era uma cidade… francesa.

Editado por Eugène Hollender, o Messager era um jornal muito conhecido em São Paulo e mesmo fora da cidade. Foi documentado pelo bibliógrafo Manuel Viotti em seu “Censo – A Imprensa Paulista em 1904”, publicado no Almanaque Brasileiro Garnier de 1905, conceituado anuário de grande circulação no Brasil, e constava em propagandas no mesmo Almanaque em 1909 e 1911. Em 1915, Affonso A. de Freitas menciona o jornal no seu célebre levantamento sobre a imprensa paulista (Freitas, 1915), para o qual contou com informações do próprio editor, que era também sócio do Instituto Histórico Geográfico de São Paulo.

Um dos poucos jornais franceses a serem publicados em São Paulo no início do século XX, o Messager paulista se deveu ao esforço do multifacetado E. Hollender e revela-se como fonte das mais importantes para a história não só da colônia francesa nessa cidade, mas do jornalismo de então, a despeito de seu quase desconhecimento pelos historiadores.

Para saber sobre mais sobre E. Hollender, consulte o verbete Eugène Hollender – editor do Messager de St. Paul .

Bibliografia

WOLF, Egon & Frida. Judeus nos primórdios do Brasil República: visto especialmente pela documentação do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Biblioteca Israelita H. N. Bialik, Centro de Documentação, 1979, pp. 194-195.

FREITAS, Affonso A. de. A imprensa periódica de São Paulo desde os seus primórdios em 1823 até 1914, São Paulo: Diário Oficial, 1915.

Para citar este artigo

GUIMARÃES, Valéria.  Le Messager de St. Paul. In: Site Jornais Franceses no Brasil, Programa Jovem Pesquisador – FAPESP Transferências Culturais na Imprensa na passagem do século XIX ao XX – Brasil e França, disponível em: <http://jfb.franca.unesp.br/publicacoes/verbetes/le-messager-de-st-paul>